Another Brazilian soccer team in the blockchain universe: Curitiba FC

EN

I'm bringing news of the Brazilian adoption of cryptoactives.

There is a popular saying in Brazil that goes:

"Brazil is the soccer country"

people_1284253_1920.jpg
Source: Pexels by Pixabay

Of course it is a great reductionism to reduce Brazil to soccer, but it's undeniable how popular this sport is throughout Brazil.

So it turns out to be interesting for big soccer clubs became the entry point for thousands of people in this blockchain universe.

To presenting cryptoactives to a large part of the population through soccer, it is an interesting source of revenue and investments for the clubs themselves.

Now it's Curitiba F. C. turn to use the rights linked to FIFA's Solidarity Mechanism, tokenizing contracts to collect future transactions. As did brazilians clubs like Vasco e Cruzeiro. Different from token fans like Corinthians did.

How?!

Athletes formed on the basis of the club who have already been sold, when transferred, the forming club receives a % of the transaction. Curitiba F. C. intends to distribute this amount received among investors in its token.

It's a risky investment, as you never know if a player is going to get hurt, or not play anymore for some reason, if he's going to keep playing at a high level, or even if he'll be sold at some point. But when transferred these players tend to have very expensive transactions in the soccer market.

The players that Curitiba FC intends to put in this package:

  • Matheus Cunha: Olympic Champion for the Brazilian National Team and Atletico Madrid player;
  • Rodrigo Guth: Atalanta – ITA;
  • Dodo: Shaktar Donestski – UKR;
  • Marlos: Shakhtar Donetsk and the Ukrainian National Team;
  • Vitor Carvalho: Gil Vicente – POR;
  • Yan Couto: Braga – POR;
  • Igor Jesus: Shabab Al Ahli and voted best young athlete in the UAE.

The platform used for these contracts will be Liqi, which also made the Cruzeiro token.

Startup to keep an eye on, led by Daniel Coquieri, who is the founder of the BitcoinTrade exchange, one of the largest exchanges in Latin America.

Thanks for the reading! See you in the next post's!


PT

Mais um time brasileiro no universo blockchain: Curitiba F. C.

Tenho trazido noticias da adoção brasileira de criptoativos.

Há um ditado popular no Brasil que diz:

"O Brasil é o país do futebol"

Claro que acho um reducionismo grande resumir o Brasil ao futebol, porém é inegável o quão popular é esse esporte em todo Brasil.

Por isso acaba sendo interessante grandes clubes de futebol ser a ponta de entrada para milhares de pessoas nesse universo.

Para além de apresentar os criptoativos para grande parte da população através do futebol, é uma interessante fonte de arrecadação e investimentos para os próprios clubes.

Agora é a vez do Curitiba F. C. que irá se utilizar do direitos ligados ao Mecanismo de Solidariedade da FIFA, tokenizando contratos para arrecadação de transações futuras. Como fez o Vasco e Cruzeiro. Diferente dos fãs tokens como o do Corinthians.

Como assim?

Atletas formados na base do clube que já foram vendidos, quando transferidos, o clube formador recebe uma % da transação. O Curitiba F. C. pretende distribuir esse valor recebido entre os investidores no seu token.

É um investimento de risco, pois nunca se sabe se algum jogador vai machucar, ou não jogar mais por algum motivo, se vai continuar jogando em alto nível, ou até mesmo se será vendido em algum momento. Mas quando transferido esses jogadores costumam ter transações bem caras no mercado futebolístico.

Os jogadores que o Curitiba F. C. pretende colocar nesse pacote:

  • Matheus Cunha: Campeão Olímpico pela Seleção Brasileira e jogador do Atlético de Madrid;
  • Rodrigo Guth: Atalanta – ITA;
  • Dodô: Shaktar Donestski – UKR;
  • Marlos: Shakhtar Donetsk e Seleção Ucraniana;
  • Vitor Carvalho: Gil Vicente – POR;
  • Yan Couto: Braga – POR;
  • Igor Jesus: Shabab Al Ahli e eleito melhor jovem atleta nos Emirados Árabes.

A plataforma utilizada para esses contratos será a Liqi que também fez a do Cruzeiro. Startup para ficar de olho, comandada por Daniel Coquieri, que é o fundador da exchange BitcoinTrade, uma das maiores exchanges da America Latina.

Até mais!

H2
H3
H4
3 columns
2 columns
1 column
16 Comments