[ EN | PT ] The threat of state regulation in the crypto world: an appeal about the LBRY vs SEC case | - A ameaça de regulamentação estatal no mundo cripto: um apelo sobre o caso LBRY vs SEC

Banner

Read too on Odysee

It's funny the defense of certain legal monopolies over certain areas in entrepreneurship as a whole. You cannot lend money at interest to your friend, because that is the crime of “lending money”, but the bank can do it with interest even more abusive than yours and still receive rewards for making more money from it than other banks, you can't sell your company's shares directly to your friend, because financial transactions have to go through the stock exchange, even DAO end up at risk with this, since, as each token works like a share, it gets into the same problem of you selling the stock directly (and don't think I'm talking a conspiracy theory, Odysee and LBRY are suffering right now for this kind of thing). And we know that, in the LBRY case, this is not what actually happens, since the token only grants you power within the network, and not a part of the company, which offers other services, such as Odysee, for example. Do you happen to receive any income from Odysee ads, or do you have any kind of real decision-making power over the platform other than saying what you liked and what you didn't like just because you have LBC? So how the hell can you say this is an action? That doesn't even make sense.

If you want to dig deeper, Gensler's lawyers have stated, according to LBRY, that the fact that people buy the token in parallel markets for speculative purposes makes each of the tokens is an investment contract.

European and American governments have already shown themselves to be particularly opposed to the crypto market, including wanting to ban certain coins that have certain characteristics that make control and regulation difficult. Let's not forget, for example, the past proposal to ban mining using PoW in Europe, or the block 682170, which was a serious attack to Bitcoin fungibility. Governments don't like something that allows people to transact or interact with each other without state regulation, or that allows people to disregard scribbled papers stamped by politicians, and we can't forget that, or try to cover the sun with the sieve, thinking that this only hits suspected millionaires in tax havens laundering drug money, and that it will never affect us.

I, personally, am afraid that this will happen with some DAO that I follow, like Shapeshift and Giveth, two DAO whose governance token gives you the right to vote on community proposals.

What happened with LBRY in the United States also serves as a wake-up call for the rest of the world, as, while the LBC token clearly cannot be considered a stock of a company, a government body said that the token is a stock, and that the company is trading illegally, and, if the result is positive, this will mean that there are both local and international precedents for destroying startups that have ties to blockchains, even if there are no clear reasons for doing so, and it is especially dangerous. for social networks that work on or have links to blockchains, such as Hive, Blurt or even CosTv.

Now is the time to show the governments of the world that we don't want this, and that freedom is far more important to us than any random law to protect the interests of the American stock exchange. Sign the petition for LBRY's defense in the LBRY v SEC case, defend cryptocurrencies and protect your individual freedom. You may not believe what I say, or think that I am exaggerating, but keep in mind that those of you who follow me on Odysee may miss it, and that those of you who are reading this text on Hive, Blurt, Steem or other networks may be the next in line to have their networks censored.

And, of course, if you still don't know Odysee, come to Odysee too =)

Banner

Leia também na Odysee

É engraçada a defesa de certos monopólios legais sobre determinadas áreas no empreendedorismo como um todo. Você não pode emprestar dinheiro a juros para seu amigo, porque isso é o crime de “agiotagem”, mas o banco pode fazer isso com juros até mesmo mais abusivos que os seus e ainda receber prêmios por ganhar mais dinheiro com isso que outros bancos, você não pode vender as ações de sua empresa diretamente para seu amigo, porque transações financeiras tem que passar pela bolsa de valores, até as DAO acabam entrando em risco com isso, já que, como cada token funciona como uma ação, entra no mesmo problema de você vender as ações diretamente (e não pense que eu estou falando uma teoria da conspiração, a Odysee e a LBRY estão sofrendo nesse exato momento por esse tipo de coisa). E sabemos que, no caso LBRY, isso não é o que realmente acontece, já que o token apenas te garante poder dentro da rede, e não uma parte da empresa, que oferece outros serviços, como a Odysee, por exemplo. Você por acaso recebe algum lucro dos anúncios da Odysee, ou tem algum tipo de poder real de decisão sobre a plataforma além de dizer o que gostou e o que não gostou só por ter LBC? Então como diabos podem dizer que isso é uma ação? Isso não faz nem sentido.

Se quiser se aprofundar mais, os advogados de Gensler afirmaram, segundo a LBRY, que o fato de pessoas comprarem o token em mercados paralelos com objetivos especulativos faz com que cada um dos tokens seja um contrato de investimento.

Os governos europeus e o americano já se mostraram particularmente contrários ao mercado cripto, inclusive querendo banir determinadas moedas que possuam determinadas características que dificultem o controle e regulamentação. Não podemos nos esquecer, por exemplo, da proposta que houve no passado de banir a mineração usando PoW na Europa, ou do bloco 682170, que foi um sério ataque à fungibilidade do Bitcoin. Os governos não gostam de algo que permita que as pessoas possam transacionar ou que possam interagir entre si sem regulamentação estatal, ou que permita que as pessoas desrespeitem papeizinhos rabiscados carimbados por políticos, e não podemos nos esquecer disso, nem tentar tampar o sol com a peneira, pensando que isso só atinge milionários suspeitos em paraísos fiscais lavando dinheiro de drogas, e que nunca vai nos afetar.

Eu, pessoalmente, tenho medo de que isso aconteça com algumas DAO que eu acompanho, como a Shapeshift e a Giveth, duas DAO cujo token de governança te dá direito de voto em propostas da comunidade.

O que aconteceu com a LBRY nos Estados Unidos também serve de alerta para o resto do mundo, pois, apesar do token LBC claramente não poder considerado uma ação de uma empresa, um órgão do Governo disse que o token é uma ação, e que a empresa está comercializando de forma ilegal, e, se o resultado disso for positivo, isso vai significar a existência de precedentes tanto locais quanto internacionais para se destruir startups que possuam ligações com blockchains, mesmo que não possua motivos claros para tal, e é especialmente perigoso para redes sociais que funcionem com base em blockchains ou possuam ligações com tal, como a Hive, a Blurt ou mesmo a CosTv.

Agora é a hora de mostrarmos aos governos mundiais que não queremos isso, e que a liberdade é muito mais importante para nós que qualquer lei aleatória para proteger os interesses da bolsa de valores americana. Assine a petição para a defesa da LBRY no caso LBRY vs SEC, defenda as criptomoedas e proteja sua liberdade individual. Você pode não acreditar no que eu digo, ou pensar que eu estou exagerando, mas tenha em mente que vocês que me acompanham pela Odysee podem perdê-la, e que vocês que estão lendo esse texto pela Hive, Blurt, Steem ou outras redes podem ser os próximos da fila a terem suas redes censuradas.

E, é claro, se ainda não conhece a Odysee, vem pra Odysee também =)

H2
H3
H4
3 columns
2 columns
1 column
6 Comments